Unidade Três Figueiras: (51) 3907-9865 | 3907-9859
Unidade Menino Deus: (51) 3557-9333 | (51) 3557-9444
Unidade Moinhos de Vento: (51) 3377-7374 | (51) 3377-7375

Amamãe News

11 questões sobre drenagem linfática na gravidez e no pós-parto

1. A drenagem linfática ajuda a reduzir o inchaço na gravidez?
Sim. A drenagem linfática é uma técnica que, por meio da massagem, direciona o excesso de líquidos para os gânglios linfáticos. Dessa maneira, esse excesso é mais facilmente eliminado do organismo – muitas vezes, pela urina. Durante a gravidez, ocorre o aumento na produção hormonal. Isso leva, entre outras coisas, a uma tendência maior na reabsorção do sódio e uma consequente retenção hídrica, que se traduz em inchaço.

2. Qualquer gestante pode fazer?
Não. A drenagem linfática não é recomendada para grávidas que tenham hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda ou qualquer doença relacionada ao sistema linfático. Quem não apresenta esses problemas está liberada. Em geral, a massagem é mais recomendada a partir do terceiro mês de gestação.

3. É preciso ter o aval do obstetra?
Sim. O aval dele é fundamental para começar as sessões de drenagem. Somente com essa autorização, o fisioterapeuta pode aplicar a massagem. Dica: peça a indicação ao seu obstetra de clínicas e profissionais confiáveis para aplicar a drenagem linfática.

4 . O feto não corre nenhum perigo?
Não. A drenagem linfática ativa apenas os sistemas linfático e venoso. Os fisioterapeutas não mexem no bebê e nem nas regiões próxima a ele.

5. A grávida deve ficar em que posição para que a massagem seja segura?
Há duas posições na drenagem linfática em gestantes: de barriga para cima ou deitada de lado. Essas são as mais comuns e seguras. No entanto, é sempre bom falar com a fisioterapeuta caso você não se sinta confortável em uma dessas posições.

6. Quais os benefícios dessa massagem para a grávida e a periodicidade recomendável?
A drenagem linfática ativa as circulações venosas e linfáticas e, assim, reduz a retenção de líquido e diminui o inchaço. De quebra, a massagem também relaxa, alivia a tensão e as dores musculares. Sobre a periodicidade, o ideal é combinar isso com seu obstetra. De modo geral, o recomendável é fazer até duas sessões por semana.

7. É verdade que a drenagem diminui a celulite e as estrias?
A drenagem ajuda na diminuição da celulite. Já para as estrias, não é tão indicada. Como a celulite é uma inflamação na célula causada pelo acúmulo de gordura, ela pode ser eliminada ou reduzida por meio da drenagem. Os movimentos circulares melhoram o aspecto de furinhos. No entanto, ela não elimina as estrias, pois a massagem trabalha apenas com os sistemas linfático e venoso. Como a estria aparece por causa do rompimento das fibras elásticas na pele, é preciso procurar um tratamento mais indicado.

8. A drenagem ajuda a reduzir o inchaço depois do parto?
Sim. Como a drenagem é uma técnica que ajuda na eliminação das toxinas e excesso de líquidos, o inchaço diminui.

9. Quanto tempo depois do parto a mulher pode fazê-la?
Na maioria das vezes, os obstetras liberam logo após o parto. É importante checar com o seu médico se ele autoriza ou não a massagem nessa fase.

10. É verdade que a drenagem ajuda a mulher a emagrecer?
Não. A drenagem não emagrece. Ela apenas ajuda na redução de medidas decorrentes do acúmulo de líquidos.

11. Mesmo quem fez cesárea pode fazer drenagem?
Sim. Desde que o médico tenha dado o aval. Em alguns casos, o obstetra espera a completa cicatrização da cesárea, o que pode demorar até um mês.

fonte: M de Mulher

 

O que pode e o que não pode no pós-parto: ginecologista tira dúvidas sobre os cuidados na quarentena

Logo depois de dar à luz, é mais do que normal que a mulher queira, o quanto antes, retomar suas atividades. Mas nunca é demais lembrar que, mesmo que tudo tenha transcorrido normalmente no parto, é preciso redobrar os cuidados no período após a chegada do bebê.

Batizado de puerpério, o pós-parto costuma durar de 6 a 8 e só chega ao fim quando a mulher volta a menstruar. Principalmente para as mamães de primeira viagem, é mais do que normal que a fase, também conhecida como resguardo ou quarentena, seja cercada de dúvidas e medos que vem lá do tempo da vovó. Para ajudar a esclarecer o que é mito ou verdade, convidamos o ginecologista e obstetra Maurício Sobral, para responder as questões mais comuns. Vem ver:

A mulher não pode lavar a cabeça durante o resguardo?
Mito! Antigamente se acreditava em uma crença de que o sangramento poderia reverter da vagina para a cabeça, deixando a mulher louca, o que não passa de um mito popular. No resguardo não há problema nenhum em manter a higiene em dia lavando os cabelos.

Amamentar pode deixar as mamas caídas?
Mito! O que contribui ou não para isso é a predisposição genética da mama.

Durante a quarentena posso engravidar?
Verdade! Apesar da possibilidade de gravidez nesse período ser pequena por causa da amamentação e também porque a fertilidade retoma normalmente 45 dias após o parto, ela não é impossível. Por isso, o indicado nesta fase é a utilização de um método contraceptivo eficaz de uso permitido durante a lactação.

Deve-se evitar ter relações sexuais durante este período?
Verdade! No caso do parto normal a penetração pode doer, machucar e até causar uma infecção. Já na cesária, além do risco de infecção, pode haver ferimentos na incisão abdominal que está sensível e em processo de cicatrização. Por isso, o mais indicado é aguardar o prazo de 40 dias. Mas nunca é demais lembrar que o sexo pode ser muito mais do que a penetração, não é? Use a imaginação!

É normal sofrer de prisão de ventre no pós-parto?
Verdade! Mas é possível evitar o problema adotando alimentação rica em fibras com mamão, laranja, aveia, alimentos integrais e muito líquido.

No resguardo não se pode praticar atividade física?
Mito! A prática de exercícios leves como caminhada, yoga e atividades de alongamento estão liberadas após 15 dias para os partos normais e 30 para as cesárias.

Após o parto é normal não sentir desejo sexual?
Verdade! Após a retirada da placenta há uma queda dos hormônios que reduzem a libido e afetam a lubrificação vaginal. Além disso, a nova rotina pode fazer com que a mulher deixe o sexo em último plano. Porém, com o tempo, tudo tende a melhorar.

Amamentar ajuda a emagrecer?
Verdade! Isso acontece porque o metabolismo da mãe fica mais acelerado para a produção de leite. Para produzir a substância, as mulheres gastam 400 calorias por dia, o equivalente a 30 minutos de corrida.

Fonte: revista Donna

Conheça o programa Amamãe em forma e participe da promoção

Amamãe não para de inovar. Nosso circuito de programas saudáveis  foi pensado com o intuito de englobar e dividir  atividades que sejam viáveis para todas as mães. Nosso foco é na mãe, momento feminino tão delicado e importante e que merece ser assistido com muito cuidado e atenção. A mulher retomar a forma física é um desejo natural após o nascimento. Mas esse retorno ao corpo de antes deve ser feito de forma saudável. É importante buscar esse reencontro com a autoimagem para a mulher lidar com o bebê e com a família com mais disposição. Ter este momento para olhar para si é fundamental e se reflete na relação e condução das tarefas maternas e domésticas. Por isso, o Amamãe preparou mais um programa para ajudar você a voltar ao peso antes da gravidez com saúde e equilíbrio, sem comprometer a relação com o bebê. Chama-se Amamãe em Forma, onde incluímos as seguintes atividades:

Aulas de Aerobox e ritmos;
Aulas de ginástica localizada;
Plataforma vibratória e corrente russa portátil;
Pilates com plataforma vibratória e corrente russa portátil;
1 tratamento estético;
Um segundo tratamento estético com 50% de desconto;

Tudo isso pela mensalidade inicial de R$ 1000!

Modelos Amamãe

 

Temos duas modelos na promoção Amamãe em forma. São modelos da vida real, mulheres anônimas, que trabalham, cuidam dos seus filhos, da sua família, que tem uma vida corrida. Na rotina delas, como na rotina de muitas de nós, não há espaço para ficar 3 horas, todos os dias , cuidando do corpo. São mulheres como vocês, que tem uma vida cheia, que se dividem como profissional, mãe, esposa, filha, amiga e não trabalham com a imagem e nem com o corpo. Essas mulheres estão aqui no Amamãe, seguindo nosso programa de atividades físicas e tratamentos. Dessa forma, conquistaram e estão conquistando um corpo bonito, de acordo com a sua idade, com a sua estrutura e com a idade das suas filhas. Por enquanto, você vai conhecer uma delas, que está na faixa dos 30 anos e tem uma filha de quase dois anos. Ela é aluna do Amamãe desde que a filha tem quatro meses e seguiu todos nossos tratamentos físicos e estéticos e por isso atingiu a forma física atual. Você também pode! Aproveite a promoção!

Plataforma vibratória e corrente russa: dupla ação no combate a gordura

DSC_0588Sempre em busca de novas tecnologias para otimizar os resultados das nossas alunas-mães, o Amamãe adquiriu a plataforma vibratória e o para intensificar a perda da gordura e intensificar a o ganho de massa muscular. Você sobe em cima da plataforma e o aparelho começa a vibrar e estimular o trabalho de determinados grupos musculares, ativando contrações musculares, o que aumenta o fluxo sanguíneo e potencializa o fortalecimento dos músculos. NO CIRCUITO PROMOCIONAL AMAMÃE, VOCÊ PODE TRABALHAR COM A PLATAFORMA COM VIBRATÓRIA, QUE FAZ PARTE DO TREINO DE PILATES!
Continue Reading →

No Natal a dica é cheque-presente Amamãe

DSC_0062

Sem ideia de presente neste Natal? Dê um cheque-presente Amamãe! Colocar toda a nossa linha de tratamentos e atividades físicas à disposição vai fazer a felicidade da mamãe!Seja criativo e presenteie colaborando para a saúde e bem estar feminino.Cheque-presente Amamãe, nosso presente é cuidar de você!