Unidade Três Figueiras: (51) 3907-9865 | 3907-9859
Unidade Menino Deus: (51) 3557-9333 | (51) 3557-9444
Unidade Moinhos de Vento: (51) 3377-7374 | (51) 3377-7375

7 mitos e verdades sobre o pós-parto

Do momento em que o bebê nasce até a próxima ovulação da mulher existe um período chamado pós-parto, resguardo ou quarentena, que não é tão claro para todas as mães. Ele costuma durar de 6 a 8 semanas e só chega ao fim quando a mulher volta a menstruar. Durante esta fase, muitas dúvidas e medos podem surgir. Abaixo, esclarecemos para você o que é mito e o que é verdade:

Posso engravida durante a quarentena?
Verdade!
A chance é pequena, por causa da amamentação e também porque a fertilidade retoma normalmente 45 dias após o parto. Mas não é impossível! Por isso, o indicado nesta fase é a utilização de um método contraceptivo eficaz de uso permitido durante a lactação, como os preservativos ou o diafragma.

Devo evitar ter relações sexuais durante este período?
Também verdade!
Se você teve um parto normal, a penetração pode doer, machucar e até causar uma infecção. Já no caso de cesária, além do risco de infecção, pode haver ferimentos na incisão abdominal que está sensível e em processo de cicatrização. Por isso, o mais indicado é aguardar o prazo de 40 dias. Contudo, é importante lembrar que sexo não é só penetração e pode ser feito pelo casal de outras formas menos arriscadas.

Não posso lavar a cabeça durante o resguardo?
Mito!
Acredite se quiser: antigamente havia uma crença de que o sangramento poderia reverter da vagina para a cabeça, deixando a mulher louca. É claro que isso não passa de um mito popular. No resguardo, não há problema nenhum em lavar os cabelos.

Amamentar contribui para a queda das mamas?
Mito!
Muita gente acredita nisso, mas o que contribui ou não para a queda das mamas é a predisposição genética.

É normal sofrer de prisão de ventre no pós-parto?
Verdade!
Mas o problema pode ser evitado se você adotar uma alimentação rica em fibras, mamão, laranja, aveia, alimentos integrais e muito líquido.

No resguardo eu não posso praticar atividade física?
Mito!
D
esde que a prática de exercícios seja leve, como caminhada, yoga e atividades de alongamento, elas estão liberadas após 15 dias para os partos normais e 30 para as cesárias.

Após o parto é normal eu não sentir desejo sexual?
Verdade!
Após a retirada da placenta, há uma queda dos hormônios que reduzem a libido e afetam a lubrificação vaginal. Além disso, a nova rotina, muito mais cansativa, pode fazer com que a mulher queira deixar o sexo em último plano. Porém, com o tempo, tudo tende a se normalizar.

Amamentar queima calorias e ajuda emagrecer?
Verdade!
Isso acontece porque seu metabolismo fica mais acelerado devido a produção de leite. Para produzir a substância, as mulheres gastam aproximadamente 400 calorias por dia, o equivalente a 30 minutos de corrida.

Via Pais & Filhos

Você sabia? As marcas da gravidez têm tratamento

Durante a gravidez o corpo muda bastante e, com isso, algumas marcas na pele podem surgir. As grávidas costumam enfrentar o aparecimento de celulite, estrias, flacidez, ganho de peso, melasmos (aquelas manchinhas incômodas), varizes e retenção hídrica. Muitos desses sinais desaparecem nos seis meses seguintes ao nascimento do bebê. Entretanto, para os casos mais graves, existem tratamentos estéticos para ajudar a eliminar essas marcas.

Celulite intensa
Pode ser tratada com: heccus (ultrassom), carboxiterapia (injeções de gás sob a pele) e massagens modeladora e linfática

Estrias
Dependendo da intensidade, o tipo de tratamento varia. As estrias vermelhas são mais recentes no corpo, então não podem ser tratadas com tanta intensidade, sendo a carboxiterapia o mais indicado. Já as estrias brancas podem ser tratadas com peelings químicos (aplicação de ácidos para eliminar a pele danificada).

Flacidez intensa
Pode ser tratada com: radiofrequência (radiações eletromagnéticas de alta frequência, que aquecem as células mais profundas da pele) e carboxiterapia.

Ganho de peso
Para esse caso, a receita já é antiga: voltar aos hábitos alimentares e realizar um acompanhamento nutricional, assim como fazer exercícios.

Melasmos
Essas são as famosas manchas nas maçãs do rosto, entre os olhos ou em cima do lábio e devem ser tratadas com o uso de ácidos, após a parada da amamentação. Durante a amamentação a mulher pode usar protetores solares e até fazer peeling de diamante.

Gordura localizada
Pode ser tratada com: lipocavitação (ultrassom), carboxterapia e heccus (ultrassom).

Retenção líquida
Pode ser tratada com: dieta e drenagem linfática 1x semana.

Varizes
Possuem diferentes graus e muitas regridem ao longo dos 6 meses. Para resolver essa marca, você deve ir ao médico para que ele possa avaliar e, caso necessário, retirar.

Vasinhos superficiais
Podem ser tratados com: luz pulsada. Já os vasinhos maiores devem ser tratados com escleroterapia. É muito difícil afirmar que os tratamentos eliminem 100% das marcas, já que cada caso é um caso. Mas eles ajudam muito, principalmente nos casos de estrias vermelhas, celulite, ganho de peso e varizes. O importante é sempre consultar um médico especialista antes de realizar qualquer tratamento estético.

via: Pais & Filhos

Black November no Amamãe

Aqui no Amamãe o Black Friday vai durar a semana inteira. Confira as promoções:

– Limpeza de Pele
De R$ 140 por R$ 99
*ganha 1 peeling
*2 limpezas ganha 1 peeling + 1 máscara hidratante ADCOS

– Gordura localizada
Lipocavitação com plataforma vibratória
8 sessões: de R$ 840 por R$ 560

– Gordura localizada ou celulite
Heccus
10 sessões de R$ 690 por R$ 450

– Flacidez
6 sessões de rádiofrequência + 10 sessões de Corrente Russa
de R$ 950 por R$ 750

20 sessões de Drenagem ou Massagem Relaxante de R$ 1.200 por R$ 900

3 meses de Ginástica Funcional
– 2x por semana
de R$ 800 por 690

– 3x por semana
de R$ 1200 por 990

6 meses de Ginástica Funcional
– 2x por semana
de R$ 1.500 por R$ 1.100

Yoga para gestante
– 2x por semana
de R$ 306 por R$ 260

Pilates
1 mês, 2x por semana de R$ 360 por R$ 290

Plano Mamãe em Forma
R$ 790 – somente para aulas de manhã

Informações pelos telefones 3907 9865 ou 3907 9859

 

Magic Touch Detox, a massagem que emagrece

De tempos em tempos um novo tratamento estético surge prometendo maravilhas pelo corpo da mulher. Verdade ou não, vale ficar atento. O Magic Touch Detox consolida-se como o procedimento capaz de modificar o shape em apenas uma sessão.

– O objetivo ao elaborar o tratamento foi buscar um modo efetivo e sem intervenção médica para o emagrecimento e eliminação de líquidos e toxinas de modo imediato – revela Flávia Medeiros, esteticista que criou e registrou o método em São Paulo.

O grande trunfo do Magic Touch Detox é a combinação de tratamentos antes feitos separadamente. Cada sessão combina esfoliação, ultrassom, drenagem, máscara desintoxicante com argila e manta térmica. A esteticista afirma que a perda de peso depende de cada paciente, variando entre 300g e 1 quilo em uma única sessão. Mas os benefícios não se esgotam na melhora dos contornos corporais.

O tratamento inclui massagem com argila

Eliminação de líquidos e toxinas, redução gradual da celulite, melhora da circulação sanguínea estão no rol de promessas da técnica que, conforme Flávia, é relaxante e totalmente indolor:
– O número de sessões dependerá das necessidades do paciente. Existem aquelas que procuram a técnica para se preparar para um evento, por exemplo, e aquelas que estão em um processo de perda de peso. Para essas, indico um pacote de 10 sessões. Cada sessão dura em média 90 minutos e custa R$ 200.

PARA UMA TURBINADA EXTRA

1) Tome muita água (ao menos 2,5 litros por dia), pois o líquido se torna um veículo importante na hora de mandar a gordura embora.
2) Utilize cinta modeladora após o tratamento, é uma oportunidade de desenhar o shape enquanto o organismo trabalha na eliminação das células de gordura. Nos demais dias, na hora de dormir, aposte no combo creme redutor de medidas + cinta modeladora.

 

fonte: revista Donna

11 questões sobre drenagem linfática na gravidez e no pós-parto

1. A drenagem linfática ajuda a reduzir o inchaço na gravidez?
Sim. A drenagem linfática é uma técnica que, por meio da massagem, direciona o excesso de líquidos para os gânglios linfáticos. Dessa maneira, esse excesso é mais facilmente eliminado do organismo – muitas vezes, pela urina. Durante a gravidez, ocorre o aumento na produção hormonal. Isso leva, entre outras coisas, a uma tendência maior na reabsorção do sódio e uma consequente retenção hídrica, que se traduz em inchaço.

2. Qualquer gestante pode fazer?
Não. A drenagem linfática não é recomendada para grávidas que tenham hipertensão não controlada, insuficiência renal, trombose venosa profunda ou qualquer doença relacionada ao sistema linfático. Quem não apresenta esses problemas está liberada. Em geral, a massagem é mais recomendada a partir do terceiro mês de gestação.

3. É preciso ter o aval do obstetra?
Sim. O aval dele é fundamental para começar as sessões de drenagem. Somente com essa autorização, o fisioterapeuta pode aplicar a massagem. Dica: peça a indicação ao seu obstetra de clínicas e profissionais confiáveis para aplicar a drenagem linfática.

4 . O feto não corre nenhum perigo?
Não. A drenagem linfática ativa apenas os sistemas linfático e venoso. Os fisioterapeutas não mexem no bebê e nem nas regiões próxima a ele.

5. A grávida deve ficar em que posição para que a massagem seja segura?
Há duas posições na drenagem linfática em gestantes: de barriga para cima ou deitada de lado. Essas são as mais comuns e seguras. No entanto, é sempre bom falar com a fisioterapeuta caso você não se sinta confortável em uma dessas posições.

6. Quais os benefícios dessa massagem para a grávida e a periodicidade recomendável?
A drenagem linfática ativa as circulações venosas e linfáticas e, assim, reduz a retenção de líquido e diminui o inchaço. De quebra, a massagem também relaxa, alivia a tensão e as dores musculares. Sobre a periodicidade, o ideal é combinar isso com seu obstetra. De modo geral, o recomendável é fazer até duas sessões por semana.

7. É verdade que a drenagem diminui a celulite e as estrias?
A drenagem ajuda na diminuição da celulite. Já para as estrias, não é tão indicada. Como a celulite é uma inflamação na célula causada pelo acúmulo de gordura, ela pode ser eliminada ou reduzida por meio da drenagem. Os movimentos circulares melhoram o aspecto de furinhos. No entanto, ela não elimina as estrias, pois a massagem trabalha apenas com os sistemas linfático e venoso. Como a estria aparece por causa do rompimento das fibras elásticas na pele, é preciso procurar um tratamento mais indicado.

8. A drenagem ajuda a reduzir o inchaço depois do parto?
Sim. Como a drenagem é uma técnica que ajuda na eliminação das toxinas e excesso de líquidos, o inchaço diminui.

9. Quanto tempo depois do parto a mulher pode fazê-la?
Na maioria das vezes, os obstetras liberam logo após o parto. É importante checar com o seu médico se ele autoriza ou não a massagem nessa fase.

10. É verdade que a drenagem ajuda a mulher a emagrecer?
Não. A drenagem não emagrece. Ela apenas ajuda na redução de medidas decorrentes do acúmulo de líquidos.

11. Mesmo quem fez cesárea pode fazer drenagem?
Sim. Desde que o médico tenha dado o aval. Em alguns casos, o obstetra espera a completa cicatrização da cesárea, o que pode demorar até um mês.

fonte: M de Mulher